terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Agilidade e Humildade: um casamento necessário



Uma história conta sobre um garoto que foi considerado o mais humilde do mundo, recebendo, portanto, uma bela medalha de honra ao mérito. No outro dia, fez questão de passear pela cidade onde morava ostentando orgulhosamente a medalha recebida, e por consequência, perdeu a medalha e a honra.

A humildade pode ser substituída pelo orgulho se o coração não estiver focado na missão mas em si mesmo.

Em tempos recentes, o ágil vem tomando conta da maioria das pautas nas organizações e seus protagonistas surgem como "super heróis" capazes de responder à todos os anseios destas companhias. É claro que ninguém tem resposta pra tudo! Seria muita pretensão.

Diante deste cenário, alguns destes protagonistas perdem o foco, trocando o propósito pelo narcisismo[1].

Vale ressaltar, que no meio em que vivemos, "ninguém é melhor que ninguém", as pessoas e seus perfis se completam.

Estes "heróis" passam a sofrer de uma "superioridade ilusória", conceito estabelecido por Justin Kruger e David Dunning [2] e que deu nome à um fenômeno chamado "efeito Dunning-Kruger".

Os que sofrem com este efeito, são pessoas que acreditam que sabem mais do que outros, não reconhecendo suas próprias inabilidades e incompetências. Estes dois estudiosos chegaram a conclusão de que "a ignorância gera confiança com mais frequência do que o conhecimento".
Humildade

Dunning e Kruger fizeram uma analogia, comparando estes que sofrem de superioridade ilusória como quem possui Anosognosia (é um estado neurológico caracterizado pela incapacidade de uma pessoa estar consciente da sua própria doença) cotidiana.
se você é incompetente, você não consegue saber que é incompetente
Dunning e Kruger propuseram que, em relação a uma determinada habilidade, as pessoas incompetentes irão:
  • falhar em reconhecer sua própria falta de habilidade;
  • falhar em reconhecer as habilidades genuínas em outras pessoas;
  • falhar em reconhecer a extensão de sua própria incompetência;
  • reconhecer e admitir sua própria falta de habilidade, depois que forem treinados para aquela habilidade.
Diante deste cenário, nós que somos protagonistas de uma evolução, precisamos também reconhecer que a humildade precisa crescer junto com tudo isso. Vale o velho ditado: "Quanto mais aprendo, descubro que mais preciso aprender".


[1] https://pt.wikipedia.org/wiki/Narcisismo
[2] https://pt.wikipedia.org/wiki/Efeito_Dunning-Kruger

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Seguir

About Me

Minha foto
Daniel C. Moreira
Sou um apaixonado por leituras. Desde 2000 trabalhando com tecnologia, posso me considerar um "fanático" por resolver problemas da melhor maneira possível e idealizar soluções que atendam ao negócio. Atuo atualmente como Agile Coach, mas já foi Professor, Instrutor, Programador, Desenvolvedor, Analista de Sistemas, Líder Técnico, Analista de Negócio, Gerente de Projetos, além de na vida pessoal atuar como Pastor Evangélico desde 2013. Esta trajetória me beneficiou com uma larga experiência e possibilidade de colaborar com quem precisar!
Visualizar meu perfil completo

Followers